Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

FNDE em ação começa ciclo de palestras e atendimento de prefeituras do AM

05 de junho de 2018

Uma equipe do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) está em Manaus, nesta segunda e terça-feira (5), com o Projeto FNDE em Ação, que oferece as prefeituras do interior do Amazonas assistência técnica por meio de palestras e capacitações sobre os programas do FNDE, além de atendimento técnico personalizado para cada prefeitura do interior.
O deputado federal Pauderney Avelino, autor da iniciativa em realizar o evento, acredita que este é um importante passo para as prefeituras do interior sanarem pendências do passado e possam capacitar técnicos e secretários municipais de educação. "Temos uma grande oportunidade dos 61 municípios fiquem em dia com o FNDE, possam cadastrar projetos, sanar pendências e conquistas de novos investimentos para construção de novas escolas , creches e ginásios", afirma Pauderney.
O presidente da Associação Amazonense de Municípios, o prefeito de Autazes Andreson Cavalcante abriu o evento, no auditório da Eulálio Chaves, da Universidade Federal do Amazonas, convocando todas as prefeituras do Amazonas, para que possam aproveitar a oportunidade da presença dos técnicos do FNDE em Manaus. "A presença dos serviços do FNDE no Amazonas facilita demais a vida dos prefeitos e gestores do Estado que não precisam se deslocar à Brasília para sanar dúvidas sobre recursos e processos burocráticos. Isso reduz despesas e agiliza processos nas pastas de Educação dos municípios", afirma Andreson.
Para secretária municipal de educação de Humaitá, Raimunda Darc de Souza comenta que o evento reduz a distância da comunicação e se torna mais acessível para melhorar o abastecimento das informações no sistema do FNDE. "Fica mais fácil de tirarmos nossas dúvidas, ver a melhor forma da gente trabalhar no sistema e isso ajuda muito no nosso trabalho pela rapidez", afirma a secretária.
Raimunda lembra que o município vive o problema das escolas alugadas e que escolas próprias e mais adequadas receberiam melhor os alunos para uma educação com maior qualidade. "Temos muitas escolas alugadas, que ao meu ver precisam ser mais interessantes para receber os alunos. Estas escolas alugadas não possuem uma quadra, não tem espaço físico adequado, o tamanho das salas não são adequadas e estamos aqui pleiteando novas escolas para Humaitá, tanto para a sede quanto para o interior", afirma Raimunda Darc.

Fonte: Assessoria de Comunicação da AAM.

registrado em:
Fim do conteúdo da página