Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa quer ajuda de Municípios nas ações

24 de abril de 2018

Lançada pelo governo federal, a Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa quer ajuda de Estados e Municípios a promover qualidade de vida e o envelhecimento saudável e ativo da população. Promovida pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), a política pública tem foco nos idosos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo. Além dos governos regionais e locais, a Estratégia quer reunir ações de organismos internacionais e instituições públicas e privadas. 

De acordo com dados do governo, o Brasil tem 29,6 milhões de idosos, sendo que 6 milhões estão no Cadastro Único. A intenção da iniciativa é promover mais qualidade de vida das pessoas com mais de 60 anos, além de fortalecer a Política Nacional do Idoso. E ao aderir à estratégia, Estados e Municípios assumem o compromisso de garantir o direito dos idosos e de desenvolver ações voltadas a essa população. 

Durante o lançamento da Estratégia, representante do governo sinalizou que as ações do programa serão acompanhadas de perto pelos conselhos municipais e pela sociedade. “Para chegar até isso, nós temos nos Municípios a elaboração de diagnósticos sobre os idosos, de planos, a aprovação desse plano como lei pela Câmara de Vereadores, a sanção do prefeito e, a partir deste momento, começa o desencadeamento das ações”, afirmou o secretário nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano do MDS, Halim Girade. 

De acordo com informações do ministério, o processo de adesão e desenvolvimento pelos Municípios terá algumas fases, e após a conclusão estão previstas reavaliações anuais das metas e ações. As etapas são:

Assinatura do Termo de Adesão, quando devem ser indicados dois gestores para participarem de capacitação;

Verificação do funcionamento ou criação do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa; capacitação dos gestores municipais, via EAD do MDS; produção de um diagnóstico municipal; e a elaboração de estratégia por parte do Conselho Municipal de Direitos da Pessoa Idosa;

Discussão de projeto de lei com a população; aprovação do plano por parte da Câmara de Vereadores; sanção da lei pelo prefeito; ampla divulgação da lei; e

Execução da lei. 

O prefeito de Ponte Nova (MG), Wagner Mol Guimarães, foi o primeiro a assinar a adesão à Estratégia, durante o evento de lançamento. A cidade desenvolveu o projeto piloto da estratégia nacional, em parceria com o MDS e a Universidade Federal de Viçosa. De acordo com o prefeito, a primeira iniciativa do Município foi reativar o Conselho do Idoso. “O conselho precisa ter voz de verdade. Reformulamos todos e criamos um espaço de cidadania e de fortalecimento para que esse conselho possa ajudar a administração a efetivar as políticas públicas do idoso”, disse.

Desenvolvida pelo MDS, a Estratégia também conta com a parceria dos ministérios do Desenvolvimento Humano, da Saúde e dos Direitos Humanos, do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e da Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Com informações do MDS

Fonte: Portal da CNM.

registrado em:
Fim do conteúdo da página